quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Doenças de inverno. Mas em setembro???

NNesta                                O que é laringite?



Nesta semana minha filha mais nova de 2 anos nos passou um susto com uma laringite aguda que veio junto com uma crise de broncoespasmo! Isso mesmo susto, pois como descreve o artigo abaixo a laringite em crianças sensíveis pode desencadear crises severas de falta de ar. Por isso digo e repito, levar ao pediatra é o mais prudente pois uma avaliação médica mais rápida diminui o sofrimento da criança.
A laringite é uma doença viral comum em crianças, caracterizada pelo surgimento súbito da "tosse de cachorro" ("tosse ladrante", no termo médico). Embora a doença não seja em princípio grave, em crianças pequenas ela pode provocar inchaço na laringe e na traquéia, na região da garganta, obstruindo a passagem de ar pelas vias aéreas e dificultando a respiração.

A laringite afeta principalmente crianças de 6 meses a 3 anos, mas pode ocorrer em crianças mais velhas. As épocas de maior ocorrência são o outono e o inverno. ( O nosso clima está mesmo alterado,estamos em pleno inverno em setembro)

Quais são os sintomas?

A tosse é muito característica, e se parece mesmo com o latido de um cachorro, ou às vezes com o som emitido por uma foca. Ela surge na maioria das vezes no meio da noite. Na maioria dos casos, no entanto, a doença é menos grave do que parece pelo som da tosse. A criança também pode ficar rouca e ter febre baixa.

O mais comum é você ser acordada de madrugada e descobrir que o resfriadinho do seu filho virou uma tosse horrenda. É bem provável que seu filho esteja acordado, sentado, assustado com a tosse. O choro da criança piora a situação, por isso o melhor é tentar acalmá-la e ajudá-la o mais rápido possível.

O consolo é que a laringite costuma ser pior nas duas ou três primeiras noites, e normalmente vai embora sozinha depois de uma semana.

Como se trata a laringite?

Como a laringite é causada por vírus, não adianta dar antibiótico. Mas dá para aliviar bem os sintomas com soluções caseiras:

  • Ligue o chuveiro na temperatura mais quente possível e feche a porta do banheiro, transformando-o numa "sauna".

  • Entre no banheiro com a criança e fique lá pelo menos 15 minutos, tentando acalmá-la. Vale ler uma história ou cantar para ela. O vapor vai ajudar a amenizar a tosse e talvez ela consiga dormir de novo.

  • O ar frio também parece reduzir o inchaço nas vias aéreas, por isso você pode abrir uma janela e deixar a criança respirar um pouco o ar fresco da noite. (Minha nota:eu jamais faria isso vendo o que minha filha passou...)

  • O uso de um vaporizador (siga as orientações do pediatra para a limpeza do aparelho) ou a inalação com soro fisiológico também podem ajudar.

  • Dê bastante líquido para seu filho.

Não dê xarope, pois esse tipo de remédio não alivia a tosse causada por laringite.

Quando preciso procurar o médico?

Se você estiver assustada, com a impressão de que a garganta do seu filho vai fechar, telefone imediatamente para o médico ou leve a criança ao pronto-socorro, mesmo que seja no meio da madrugada.

Procure atendimento rápido se a criança estiver fazendo muito barulho para respirar mesmo em repouso. Esse barulho ocorre quando ela inspira, e é chamado de "estridor laríngeo" -- um sinal de alerta. Busque atendimento se os tratamentos caseiros não adiantarem ou se a febre passar de 39 graus. ( Minha filha teve dificuldade respiratória e uma dor aguda abaixo do diafragma,na barriguinha,além da febre constante, que só cessava com antitérmicos alternados)

Excesso de baba pode ser também um sinal de alerta para uma doença mais grave, causada por bactérias, chamada epiglotite (a vacina contra o Haemophilus influenzae praticamente eliminou a epiglotite, felizmente).

O médico pode receitar algum tipo de medicamento corticosteróide ou então uma inalação com remédios. Se achar que o caso é mais grave, pode orientar você a levar seu filho ao pronto-socorro.
http://brasil.babycenter.com/a2100138/laringite-0-a-1-ano#ixzz3CyNumvGO
Postar um comentário